Neurofibromatosis Tipo 2 Neurinoma do Acústico Histórias Verídicas Principais Centros Artigos Médicos ABI Links Home

Riscos e Complicações da Cirurgia

A maioria das complicações descritas podem ocorrem em qualquer cirurgia convencional, porém cabe ao médico notificar o paciente dos riscos possíveis, para que uma relação entre o médico o paciente e sua família seja próxima e ajude a preparação para a cirurgia e seu pós-operatório.

São aqui descritas as complicações inerentes à cirurgia do neurinoma do acústico em si uma vez que os riscos cirúrgicos gerais são semelhantes à outras cirurgias na área.

Quanto menor o tumor, menores são os riscos de sua remoção. A incidência de complicações aumenta com o crescimento do tumor.

1- Perda auditiva


Em tumores pequenos existe possibilidade de salvar a audição, o percentual de preservação varia de acordo com a experiência do cirurgião.

2- Zumbido




O zumbido normalmente melhora após a cirurgia, porem em alguns casos pode permanecer inalterado.


3- Alterações de gustação e "boca seca"

sorrisos.gif (12337 bytes)

Em aproximadamente 5% dos pacientes estas alterações podem permanecer por algum tempo, porem são reversíveis.

4- Vertigens e alterações de equilíbrio

©yoga.pro.br

Na cirurgia é necessário remover o nervo responsável pelo equilíbrio. A função deste nervo freqüentemente já está comprometida pelo tumor e pode não haver aparecimento de nenhum sintoma no pos-operatório.

Em alguns casos permanece uma alteração de equilíbrio discreta que com o tempo desaparece pelo mecanismo de compensação do outro ouvido, as vezes é necessário fazer uma fisioterapia chamada "reabilitação vestibular".

 

 

5- Paralisia facial

  

Estes tumores tem um íntimo contato com o nervo facial, que controla os movimentos da mímica da face (expressão facial e fechamento dos olhos).

Uma alteração temporária dos músculos faciais é comum nesta cirurgia Esta paralisia pode permanecer de 6 a 12 meses, conforme a manipulação necessária para remoção do tumor. Em alguns poucos casos uma alteração residual permanente pode ocorrer.

Em outros casos não há possibilidade de retirada do tumor sem lesão total do nervo facial (normalmente nos tumores grandes), então durante a cirurgia é feita imediatamente uma reparação através de um enxerto de outro nervo (nervo sural, retirado da perna). A retirada deste nervo da perna não causa nenhum problema local ou geral.

6- Complicações cerebrais



O neurinoma do acústico está localizado próximo a áreas vitais do cérebro. Quando ele cresce muito pode afetar áreas que com sua retirada podem ser lesadas. A retirada do tumor é feita com microscópio e um equipamento chamado "aspirador ultrassônico" e normalmente estas complicações não ocorrem. Em alguns raros casos podem ocorrer sangramentos e inchaço no cérebro que raramente requerem reintervenção cirúrgica. Problemas vitais raramente ocorrem na retirada de tumores do nervo acústico.

7- Fístula Liquórica no pós-operatório

A cirurgia do neurinoma do acústico resulta numa abertura temporária da meninge que envolve o cérebro e conseqüentemente o líquido cefaloraquidiano no qual o cérebro está embebido pode formar uma fístula que permanece alguns dias e que na maioria das vezes se resolve com tratamento clínico local.

As taxas de fístula liquórica, segundo a literatura, variam em torno de 4% a 10% dos casos.

Para a prevenção desta fístula a abertura que permanece após a retirada do tumor é fechada com gordura retirada do abdomem durante a cirurgia. No pós operatório imediato (4 dias aproximadamente) a pessoa deve permanecer em repouso absoluto no leito deitado com o ouvido operado virado para cima, igualmente para prevenir a fístula.

O tratamento inicial da fístula liquórica é a colocação de drenagem lombar contínua por 48 a 72 horas. Porém casos que não respondam a essa medida necessitam reabordagem e fechamento de células mastóideas com tecido adiposo em forma de retalho livre.

Igualmente às outras complicações, quanto maior o tumor maior a possibilidade de fístula.

8- Infecção Pós-operatória

Pode haver infecção pós operatória como em qualquer cirurgia neuro-otológica, normalmente em forma de infecção local ou meningite, que são raras e facilmente tratáveis com antiinfecciosos.

As taxas de meningite, segundo a literatura, variam ao redor de 3% dos casos.

9- Transfusão sanguinea

Muito excepcionalmente pode ser necessário transfusões sanguíneas, se houver sangramentos inesperados.

Riscos e complicações variam de acordo com o tamanho do tumor. Quanto maior o tumor maiores são as complicações. Porém a cirurgia de neurinoma do acústico é considerada uma cirurgia de grande porte e de técnica delicada.


Radiocirurgia

·         Mortalidade (Extremamente rara)

·         Hidrocefalia (Alguns estudos e protocolos relatam que ocorre em cerca de 10% dos casos )

·         Edema - edema (nao comum)

·         Perda de Audição

·         Cansaço Temporário

·         Tontura ou Problemas ligados ao Equilibrio (Ainda não foi relatada a incidencia, na maioria dos casos são problemas temporários assim como nas microcirugias)

·         Alguns efeitos cognitivos, como não sentir a si mesmo, alguns pacientes relatam comprometimento da memória de curto prazo ou da habilidade de atenção antes do tratamento, por isso, é difícil saber se esses sintomas são conseqüências do tratamento, ou principalmente do próprio tumor, efeitos emocionais também são notados pelos pacientes

·         Paresia facial (de acordo com alguns estudos, é comparável à microcirurgia em alguns protocolos)

·         Malignidade do Tumor (Rara, mas documentada na literatura)

·         Resultados ruins, se a cirurgia for necessária futuramente (alguns estudos mostraram quase 100% de perda da função do nervo facial em pacientes submetidos a cirurgia de neurinomas do acústico que foram irradiados anteriormente, alguns neurocirurgiões discordam)

·         Dificuldade para engolir acontece (geralmente temporariamente)

·         Taxas de controle estabelecidos para alguns protocolos , mas ainda não devidamente estabelecidas ou discutidas para os outros novos protocolos.

·         Efeitos colaterais de longo prazo são preocupante para algumas pessoas, e questionada por outras.


Fonte : www.acousticneuromaseatle.org

Notas do autor : Atenção, poucas informações foram adquiridas sobre esse tópico e muitas outras ainda estão sendo estudadas, então caso você possua informações mais atualizadas sobre isso , envie para nf2@neurinoma.com.br .



Resolução mínima de 800x600 - Solução: CHROMAWEB

Ultima Atualização: 05 de Setembro de 2003 as 10:00 horas
©2001 Bruno Rebouças Tamassia. Todos direitos reservados.
Site pessoal mantido sem recursos de patrocinadores


Atenção: Todas as informações que você encontra em www.neurinoma.com.br  têm como objetivo manter o usuário bem informado, mas de nenhuma maneira devem substituir as recomendações médicas. Você não poderá usar esta informação para fazer diagnósticos ou conduzir o tratamento de uma doença ou qualquer questão de saúde sem consultar antes um médico. Procure seu médico se tiver qualquer dúvida ou preocupação sobre seu estado de saúde. O uso de qualquer tipo de informação oferecido neste site está sujeito aos termos descritos acima. 

 

 

NEURINOMA DO ACÚSTICO

COMPLICAÇÕES
.
.
.